sexta-feira, 28 de agosto de 2009

AMO-TE BENFICA!!

Depois de alguns dias de ausência aqui estou para falar de, entre outras coisas: BENFICA - Poltava (1.ª mão), Guimarães - BENFICA e Poltava - BENFICA (2.ª mão).


BENFICA (4) - Poltava (0) - goleada e muita festa na Catedral
O resultado fala por si: é expressivo e bem elucidativo daquele que foi o comportamento das equipas durante a 1.ª mão dos Play off, que dá acesso à fase de grupos da recém criada Liga Europa (antiga Taça UEFA).
Um dos factores que jogava a nosso favor era o facto da equipa ser desconhecida, pois à partida era uma das equipas mais acessíveis, o que nos deixou, ainda que apenas e só no nosso íntimo, mais relaxados. No entanto, também houve desde logo o reverso da medalha, pois, precisamente por ser desconhecida, deixou-nos, também, apreensivos/ mais cautelosos, dada à falta de informação acerca do futebol praticado por esta e toda uma conjuntura envolvente. Porém, a viagem de deslocação até a cidade de Poltava, Ucrânia, também era encarada como uma dificuldade acrescida. O desgaste seria evidente, pelo que o nosso objectivo sempre foi o de resolver a eliminatória logo no primeiro jogo, na nossa linda casa, perante a nossa gente. E assim foi...
Como se sabe, ganhamos por 4-0 numa noite de gala europeia, na Catedral.
Desde cedo tivemos o domínio do jogo e a isso juntou-se a natural classe, raça, querer e ambição, tanto a nível individual como também a nível colectivo. A Luz estava vestida a rigor. Era o Benfica que estava a espalhar classe, qualidade e requinte em cada jogada, era o Benfica que estava preparado para uma grande noite de gala, para uma bela quinta-feira europeia. Começava o Sonho Europeu, numa enorme noite europeia, minha gente.
A Luz, ainda que não estivesse cheia (mais de meia casa), estava ao rubro, a cada jogada, a cada golo, aliado aos cânticos e ondas mexicanas. O Povo estava feliz.
O público respondeu bem às exigências e levou a equipa ao colo, mostrando o caminho dos... golos. Que festival!!! Marcaram Di Maria (grande jogada colectiva, que culminou com um grande golo), Cardozo (de penalty... não sei se as câmaras mostraram, mas foi LINDO ver Jorge Jesus, no momento em que Cardozo colocava a bola na marca dos 11 metros - virado para a bancada atrás de si a pedir apoio ao nosso Tacuara, pois este - recorde-se - tinha falhado uma grande penalidade no jogo anterior. Os adeptos responderam e o nome de CARDOZO era constantemente gritado, a uma só voz, até a bola entrar e... festejar. Arrepiante!), Saviola (um enorme jogador, que a cada toque mostra a sua classe e arte) e Weldon (pela segunda vez consecutiva, voltou a entrar e a marcar. Perfeito. Só foi pena o que veio depois... a lesão num treino!).
Grande jogo, grande vitória. O sentimento, no final, era o de missão cumprida e a certeza de que a passagem à fase seguinte não nos escaparia.
Poltava saía da Catedral, com uma goleada na bagagem, mas, também, rendido ao ambiente que testemunhou: desde a estupefacção com o voar da nossa Águia Vitória, até ao ambiente infernal para eles, enquanto adversário, proporcionado pelos gloriosos adeptos, passando, ainda, pela admiração com a grandiosidade da Catedral. Para eles foi uma experiência única, fazendo do jogo um passeio por Lisboa. As fotos de toda a equipa do Poltava, jogadores e staff, com o nosso DD Rui Costa também não faltaram.



Guimarães (0) - BENFICA (1)
Vínhamos de uma vitória folgada na Liga Europa, mas isso não era sinónimo de dificuldades menores naquele que foi o jogo relativo à 2.ª jornada do campeonato.
Apesar de termos ganho o Vitória de Guimarães, no torneio da cidade, por 2-0, já era de prever que o jogo não seria o mesmo. Estavamos perante situações diferentes.
Fomos a Guimarães em busca da vitória, com a certeza de que não seria um jogo fácil e que seria uma partida bem diferente da europeia. Equipas diferentes, com sistemas de jogo distintos e com outras armas.
Fizemos um jogo menos bem conseguido. Não foi uma das piores partidas do Benfica, porque, como disse JJ a um jornalista, o Benfica não faz más exibições para esta ter sido a pior. Faz, antes, boas e muito boas partidas. Esta, porém, foi menos bem conseguida. Só isso.
No entanto, a equipa do Vitória apresentou-se bem, a querer dominar o jogo e a tentar marcar. Teve muito mérito. Ao contrário do que se pensa, não foi demérito do Benfica, como nos querem (sempre) fazer crer.
O Benfica também esteve muito bem a defender. O Guimarães tentava ter posse de bola, mas teve poucas oportunidades, pois o Benfica não deixava, anulando-as.
Tivemos uma grande penalidade a nosso favor, na qual Cardozo desperdiçou. Ou melhor, Cardozo não falhou, visto que o guarda-redes defendeu, ainda que com o pé e com muita sorte à mistura. Há dias assim. O importante é continuar a apoiar Tacuara, deixá-lo marcar e continuar a incentivá-lo no momento da conversão, sobretudo.
O zero a zero mantinha-se, e o tempo passava. Jesus mexeu na equipa e o golo apareceu. Aos 90', Ramires, num golpe fantástico de cabeça, após cruzamente exemplarmente executado por Fábio Coentrão, não deu hipótese ao guardião vimaranense.
O Benfica estava na frente do marcador e assim se manteve. Conquistou os três pontos, praticamente arrancados a ferro, com muito "sangue, suor e lágrimas". É assim que se fazem os campeões. Com muito esforço, raça, querer e ambição, com muita crença até ao último minuto do jogo, sem nunca deixar de lutar.
Lamento a atitude mostrada num espectáculo à parte. As cenas de violência dos jogos de futebol são umas constante. Não sabem perde e esquecem-se que estão muitas crianças, por exemplo, a assistir à partida e a apoiar o seu clube, os seus ídolos. Lamentável!!




Poltava (2) - BENFICA (1)
Perdemos o jogo de ontem à noite, mas não colocamos em risco a passagem à fase seguinte, dada à larga margem alcançada na Catedral, na mão anterior.
Jesus aproveitou para poupar alguns jogadores, para fazer uma certa gestão de esforço, e rodou a equipa. Foram dados minutos aos menos utilizados, pois terão muita importância no futuro.
Com a eliminatória decidida e depois de uma longa e desgastante viagem, o onze inicial foi reformulado.
Não foi um bom jogo de futebol, mas deu para o Benfica controlar, pelo que o resultado acaba por ser um pouco injusto face ao que aconteceu ao longo dos 90 minutos.
Tivemos oportunidades várias e boas jogadas, também. Keirrison, isolado, poderia ter marcado, assim como César Peixoto, após grande lance e tabelinha com Nuno Gomes.
César Peixoto deu boas indicações, ainda que actuando numa posição que não é a sua. Os 90 minutos deram-lhe a oportunidade de, entre outras coisas, afinar o entrosamento com os restantes colegas e conhecer melhor a forma de jogar da equipa.
Keirrison, apesar de ter tido uma oportunidade flagrante, passou um pouco ao lado do jogo. Não compreendi, por isso, a substituição de Nuno Gomes (regressou à titularidade e, por isso, foi o que deve ser: o capitão da equipa), que estava a fazer um bom jogo. Ao contrário do que muitos pensam, o nosso capitão ainda nos vai ser muito útil, não só a nível de liderança do balneário que tão bem conhece, como também a nível de ajudar a equipa dentro das quatro linhas. Ontem, as belas jogas, combinações e tabelinhas foram uma constante. Isto para além de ser um ponta-de-lança mais móvel, que descai para um das alas e até vai buscar o jogo... la atrás. Merece jogar mais, senhor JJ. Para memória futura, dados traduzidos em números que podem dizer muita coisa (ou, até mesmo, nada): Nuno Gomes quando entrou frente ao Marítimo (jogo relativo à primeira jornada do campeonato), o Benfica estava a perder por uma bola [resultado final: 1-1]; quando entrou frente ao Guimarães (jogo relativo à segunda jornada do campeonato), o Glorioso estava empatado a zero [resultado final: 0-1; ganhou o Glorioso]; saiu ao intervalo no jogo de ontem, frente ao Poltava na Ucrânia, o Benfica estava empatado a zero e foi no decorrer da segunda parte que chegou à desvantagem, ainda que com a entrada de Saviola tenha empatado e, posteriormente, perdido, como se sabe. Tirem as conclusões, eu já tirei as minhas.
Saviola é o que se sabe. É um jogador de classe e talento, que pode decidir jogos. Ontem não foi suficiente mas marcou, quando estávamos em desvantagem. O golo foi fantástico, com um belo pormenor técnico. O momento da recepção da bola é delicioso... esta nem toca no relvado.
Foi um jogo um pouco desinteressante, até porque, como já referi, estava tudo praticamente decidido. Só um milagre colocaria o Poltava com vantagem suficiente para seguir em frente.
Perder é sempre mau. Mesmo com todas as substituições feitas em relação ao onze titular, tínhamos todas as condições para ganhar.


Estamos na fase seguinte da Liga Europa e isso é o mais importante. Mais importante, ainda,que o jogo de ontem foi o facto de gerir o cansaço de "jogadores-chave" para o encontro que vem já a seguir... frente ao Vitória de Setúbal, para o campeonato, e que a vitória dá-nos três pontos!!!


Esta manhã realizou-se o sorteio para a fase seguinte da Liga Europa, pelo que já conhecemos os nossos adversários.

GRUPO I:

1.ª jornada:
BENFICA - BATE Borisov, 17 de Setembro;

2.ª jornada:


GRUPO I:

1ª jornada:
BENFICA-BATE Borisov, 17 de Setembro

2ª jornada:
AEK Atenas-BENFICA, 1 de Outubro

3ª Jornada:
BENFICA-Everton, 22 de Outubro

4ª jornada:
Everton-BENFICA, 5 de Novembro

5ª jornada:
BATE Borisov-BENFICA, 3 de Dezembro

6ª jornada:
BENFICA-AEK Atenas, 16 de Dezembro



É um grupo complicado, não nego, mas temos de estar preparados, enfrentando qualquer tipo de adversário sem receio, para as nossas aspirações.
VAMOS A ELES!!! Quem vier... MORRE!!!


Finalmente, em relação aos eleitos de Carlos Queiroz para a dupla jornada da Selecção Nacional, prometo não me alongar muito.
A novidade desta vez é a chamada de Nuno Gomes. Depois de tantos jogos sem convocar o nosso capitão, decidiu convoca-lo quando Portugal está já em maus lençóis.
Sempre defendi a sua ida à selecção de todos nós (?), não só pela sua qualidade mas pelo jogador importante que é no balneário de qualquer equipa. Acho que, finalmente, fez-se luz na cabeça de C. Queiroz.
Porém, fico de pé atrás com esta convocação.
Nuno Gomes é o único Glorioso a representar a equipa das quinas.
Portugal está num processo um pouco delicado, pois nada está garantido.
Liedson foi, também, convocado. A selecção de todos nós (?) é cada vez menos nossa. A nossa identidade está a perder-se.
Não sei o que pretende Queiroz com a chamada do nosso capitão, mas uma coisa é certa: estaremos aqui para ver.
Estaremos aqui, também, a torcer pelo nosso capitão, idependentemente do que aconteça à selecção.
Nuno Gomes, para não variar, respondeu, ao contrário de muita gente, ao mais alto nível à sua convocação: com muita dignidade e vontade de ajudar (!!).
FORÇA NUNO!!!!



Óscar Tacuara Cardozo renova com o nosso Sport Lisboa e Benfica até 2014. A cláusula de rescisão está fixada nos 60 milhões de euros.
CARREGA CARDOZO!!



Mais um reforço glorioso. Felipe Menezes, ex-Góias (equipa do Brasileirão), tem 21 anos e assinará por cinco anos depois de fazer os habituais exames médicos. Muita técnica, organizador de jogo e finalizador são as suas credenciais.
Que seja, então, consumada a transferência e que Jorge Jesus tenha mais um jogador pretendido. Sê bem-vindo.


VIVA O BENFICA!!!!!!

4 comentários:

GIL VICENTE disse...

Linda Princesa

Depois de umas bem merecidas férias, de umas viagens para desanuviar e mandar às malvas as teias de aranha que tanto trabalho ao longo do ano fez por tecer, eis no seu máximo esplendor a nossa Linda princesa!

Pronto, não há palavras! por mais que se diga, muito mais fica por dizer!

Deslumbrante, apenas acrescentar que as nossas almas ficam muito mais iluminadas e confortadas!

E venha mais, Princesa Linda

águia_livre disse...

Grande artigo. Parabéns Princesa

Bom FDS
.

ana,adriana,raquel! disse...

obrigadíssima pelo comentário, Ana. *.*
o teu blog também está maravilhoso, parabéns (:
continua assim, beijinhos*

ana, adriana & raquel :$ (blog ocng-slb.blogspot.com ;b)

Viriato de Viseu disse...

Cá está a nossa Princesa com as suas Cátedras!!!